Transplante de sobrancelhas é o procedimento com resultados mais naturais e acessíveis para um olhar marcante, mas ainda pouco conhecido pelo público

A sobrancelha é a grande responsável por definir o olhar. Tanto que cada vez mais famosos e anônimos tem investido em técnicas como micropigmentação para dar força a esta região do rosto. No entanto, poucos sabem sobre o transplante de sobrancelha, uma técnica com resultados mais naturais graças à evolução tecnológica do transplante capilar.

“A cirurgia é extremamente eficiente, mas ainda pouco procurada pelo público. O motivo é a falta de conhecimento dos pacientes, já que a cirurgia é pouco invasiva e não requer um investimento maior, se comparado ao transplante capilar. O custo-benefício é muito interessante, por se tratar de uma técnica definitiva e com resultados naturais”, conta o dermatologista tricologista Baltazar. “Procedimentos como micropigmentação ainda são os mais utilizados como forma de preenchimento desta região, mas nenhuma das técnicas oferece um efeito tão leve e natural quanto o transplante”, completa.

A CIRURGIA

O procedimento é considerado de pequeno porte e dura em média 3 a 4 horas para restauração completa de ambas as sobrancelhas. Casos de restauração parcial em falhas pontuais ou adensamento requerem tempo menor. Na maioria absoluta dos casos realiza-se o procedimento apenas com anestesia local, porém para pacientes mais ansiosos é possível fazer sob sedação com auxílio de anestesista. Em ambas as condições o paciente tem alta da clínica praticamente ao final do procedimento ou 1 hora após período de observação e recuperação.

O melhor método de tratamento varia a cada caso, depende do motivo da queda e área de cabelo perdida. No processo FUE (Follicular Unit Extration), folículos capilares saudáveis são extraídos do próprio doador, da região da nuca ou lateral da cabeça, como também do peito e barbas, se necessário. Cada um destes folículos saudáveis possui de 1 a 7 fios de cabelo, que são utilizados para o transplante em uma área com pouco ou nenhum pelo na área da sobrancelha.

Segundo o Dr. Baltazar Sanabria, da Clínica Sanabria, na técnica FUE, é realizada apenas a extração dos folículos, sem cortes, em uma cirurgia menos agressiva e com um tempo de recuperação menor e indolor. “As primeiras 72 horas pós-procedimento necessitam de extremo cuidado, pois qualquer atrito pode causar a remoção dos novos fios. Após 4 dias, já é possível retornar à sua rotina”, conta ele.

O resultado final aparece em até 1 ano após o procedimento, dependendo principalmente da região transplantada. Dr. Baltazar Sanabria explica o processo: “O paciente fez o transplante capilar para a região da sobrancelha hoje, então hoje ele é zero, depois de 7 a 10 dias a tendência desses fios transplantados é que eles caiam. O fio cai e o paciente nota que parece que o fio foi cortado com uma tesoura, é só o fio mesmo, a raiz, o bulbo capilar, ele fica dentro da região transplantada na sobrancelha. Essa queda leva até 60 dias. Em até dois meses, no geral, o que tiver que cair de cabelo na região, já caiu. Depois desse período os pacientes notam o nascimento dos fios. Na regra geral em 6 meses já é possível ver 50% do resultado.”

Esta técnica é uma das mais procuradas atualmente, no mundo todo e na maioria das vezes, os pacientes viajam até a Turquia, sem saber que podem realizar o procedimento aqui no Brasil, com mais segurança. Optar em fazer em outro país pode trazer problemas. Primeiro: porque é difícil averiguar a habilitação dos médicos cirurgiões. Segundo: não tem o acompanhamento médico essencial no pós-operatório, as cirurgias são feitas às pressas, sem garantia de bons resultados e, se forem ruins, são irreversíveis.

O pós-operatório geralmente é bem tolerável não sendo necessário uso de analgésicos na maioria dos casos. Devem-se evitar atividades físicas mais vigorosas como musculação e corrida nos primeiros 10 dias. Um inchaço na região das pálpebras geralmente ocorre por 1 a 2 dias, melhorando mais rapidamente com uso de compressa gelada.

Como os fios transplantados se originam do couro cabeludo, o crescimento destes após a cirurgia se dará na mesma intensidade da região doadora ou seja, 1 cm ao mês. Desta forma é imprescindível que se apare as mesmas a cada 2 ou 3 semanas.

Facebook
WhatsApp
Telegram

Mais conteúdos

Veja os conteúdos relacionados em nosso blog

Técnica no transplante capilar permite o uso de pelos do corpo

A calvície é uma questão muito delicada para quem sofre desta doença. Muitas pessoas deixam…

O uso de boné ou chapéu pode provocar calvície?

Assim como a internet oferece fórmulas mágicas para tratar algum problema sem diagnóstico, as pessoas…

Diagnóstico x Internet: a importância da avaliação médica para tratar queda de cabelo

Você já pesquisou sintomas no Google para saber qual o seu diagnóstico? Com o acesso…

plugins premium WordPress