Qual a relação entre falta de nutrientes e queda capilar?

Introdução

Você já percebeu que está perdendo mais cabelo do que o normal? Pode ser que a resposta esteja nos hábitos que anda tendo – ou deixando de ter.  A queda de cabelo é um problema que afeta muitas pessoas, e embora existam várias causas que podem estar relacionadas, a falta de nutrientes essenciais é uma das mais comuns e, felizmente, uma das mais fáceis de corrigir. Mas como exatamente a nossa alimentação influencia a saúde dos nossos fios? Quais nutrientes são indispensáveis para manter o cabelo forte e saudável?

A carência de vitaminas e minerais como ferro, zinco, biotina e vitaminas do complexo B pode resultar em fios mais fracos, quebradiços e, em casos mais graves, na queda excessiva de cabelo. É importante entender que o cabelo é composto por queratina, uma proteína cuja produção depende diretamente da disponibilidade de certos nutrientes no nosso organismo. Além disso, o couro cabeludo precisa estar bem nutrido para sustentar um crescimento capilar saudável.

Para esclarecer essas questões e oferecer orientações práticas sobre como bons hábitos diários ajudam na queda de cabelo, conversamos com o Dr. Baltazar Sanabria, um renomado especialista em tricologia e transplante capilar. Ele nos explicou como identificar a deficiência de nutrientes e quais alimentos devemos incluir na nossa dieta para prevenir esse problema tão incômodo.

Você é o que você come

A saúde dos nossos cabelos está diretamente ligada à nossa alimentação. Quando não consumimos a quantidade adequada de nutrientes, o impacto pode ser visto não só na nossa pele e unhas, mas especialmente nos nossos cabelos. De acordo com o Dr. Baltazar Sanabria, especialista em tricologia e nutrição, o cabelo tem um ciclo capilar “O cabelo então nasce, depois tem a fase de crescimento chamada fase anagena, a fase de desprendimento chamada de catagena a fase de queda chamada de fase telogena. Durante a fase de crescimento, da mesma forma que precisamos de energia, de suplementos para sobreviver, o cabelo precisa de nutrientes para se desenvolver e para produzir um fio de cabelo saudável e vistoso”.

Confira os principais nutrientes:

1. Ferro:

O ferro é fundamental para a produção de hemoglobina, que é responsável por levar oxigênio para os folículos capilares. Sem níveis adequados de ferro, os folículos não recebem oxigênio suficiente, o que pode enfraquecer o cabelo e levar à queda. Alimentos ricos em ferro incluem carnes vermelhas, feijão, lentilhas e espinafre.

2. Zinco:

O zinco desempenha um papel crucial no crescimento e reparo do tecido capilar. Ele também mantém as glândulas sebáceas ao redor dos folículos capilares funcionando corretamente. A falta de zinco pode resultar em queda de cabelo e até mesmo em calvície. Ostras, carne bovina, sementes de abóbora e espinafre são excelentes fontes de zinco.

3. Biotina (Vitamina B7):

A biotina é talvez a vitamina mais famosa quando se trata de saúde capilar. Ela é essencial para a produção de queratina, a proteína que compõe o cabelo. A deficiência de biotina pode causar cabelos finos e quebradiços, e em casos severos, pode levar à queda de cabelo. Ovos, nozes, e sementes são ótimas fontes de biotina.

Dr. Baltazar comenta “Majoritariamente, a maior parte do nosso cabelo é composto por proteínas, portanto, uma alimentação rica em proteínas é fundamental para a manutenção de um cabelo saudável”.

Vida Saudável

De acordo com doutor Baltazar, apenas uma boa alimentação não é suficiente para os melhores resultados, deve-se levar em consideração aliar uma alimentação saudável com a prática regular de exercícios “Com a atividade física você tem uma melhora na vascularização, na circulação no couro cabeludo; dessa forma, você vai ter um suporte sanguíneo maior nos folículos trazendo uma melhora na saúde capilar”.

Analisando isso, Dr. Baltazar completa que uma pessoa que tem uma alimentação ruim, uma noite de sono ruim e a falta da prática de exercícios não irá causar uma queda de cabelo ou calvície em si, mas será um agravante para que pessoas predispostas tenha um aceleramento da queda de cabelo.

Identificando a Deficiência de Nutrientes

O Dr. Sanabria alerta que os sinais de deficiência nutricional nem sempre são óbvios. Além da queda de cabelo, outros sintomas podem incluir fadiga, fraqueza, pele pálida (em caso de deficiência de ferro), unhas frágeis e até alterações de humor. A melhor maneira de confirmar uma deficiência é através de exames de sangue, que devem ser solicitados por um médico.

E ainda assim, não adianta exagerar nas suplementações artificiais, Dr. Baltazar afirma que a suplementação em excesso não fará nada além do seu corpo expelir fora o excesso de nutrientes que você está consumindo e inclusive, vitaminas como a vitamina A em excesso podem te induzir a ter queda de cabelo. Portanto, não há como fugir de um atendimento com um nutricionista para uma boa alimentação e a adoção de práticas saudáveis.

Como Combater a Queda de Cabelo com Alimentação

Para manter a saúde capilar, é essencial adotar uma dieta equilibrada e rica em nutrientes. Especialistas recomendam diversificar a alimentação, incluindo uma variedade de frutas, vegetais, proteínas magras, grãos integrais e gorduras saudáveis. Além disso, não pular refeições é crucial para garantir a ingestão regular de nutrientes necessários para a saúde do cabelo. Em casos em que a dieta não é suficiente para corrigir deficiências, suplementos vitamínicos podem ser recomendados por um médico. A hidratação também é fundamental, pois a ingestão adequada de água mantém o couro cabeludo e os folículos capilares bem hidratados. Reforçando que, doenças capilares em sua grande maioria não estão ligadas a má alimentação e falta de nutrientes, essas situações são agravantes, as principais doenças capilares como por exemplo Alopecia Androgenética são causadas por fatores genéticos e hereditários.

Consulta com Especialista

Se você está enfrentando queda de cabelo severa ou persistente, é fundamental buscar a orientação de um especialista. O Dr. Baltazar Sanabria enfatiza a importância de um diagnóstico adequado para tratar a queda de cabelo de forma eficaz. Ele destaca que, além de uma alimentação equilibrada, pode ser necessário investigar outras causas subjacentes, como fatores hormonais ou genéticos.

Concluindo, a relação entre a falta de nutrientes e a queda de cabelo é clara e direta. Manter uma dieta rica em nutrientes essenciais não só promove a saúde geral, mas também ajuda a manter cabelos fortes e brilhantes. Se estiver em dúvida sobre sua nutrição ou enfrentando problemas de queda de cabelo, não hesite em consultar um especialista. A saúde do seu cabelo agradece!

Hábitos Saudáveis também serve para quem realizou transplante

Ao ser indagado sobre se paciente que passaram pelo transplante capilar necessitavam adotar práticas saudáveis dali para frente Dr. Baltazar afirma “Sim, é necessário que o paciente adote hábitos de vida saudáveis para a boa manutenção do resultado do transplante. O cabelo transplantado é um folículo mais forte, mais resistente e tende há não voltar a cair, todavia, os cabelos remanescentes se não forem cuidados, se a pessoa não adotar hábitos de bem-estar podem vir a ter um aceleramento da queda desses cabelos não transplantados”.

Ou seja, a pessoa que não adota a prática de uma vida fisicamente ativa e uma boa alimentação pode vir a não ter uma manutenção satisfatória do resultado do transplante.

Facebook
WhatsApp
Telegram

Mais conteúdos

Veja os conteúdos relacionados em nosso blog

A Importância dos Resultados Naturais no Transplante Capilar

Introdução Nos últimos anos, o avanço nas técnicas de transplante capilar tem proporcionado resultados cada…

Células- Tronco como Promessa de Regeneração Capilar

Introdução Os transplantes capilares têm sido uma solução amplamente procurada para combater a calvície e…

plugins premium WordPress
Tire suas dúvidas