parallax background
Doenças Capilares

Foliculite Decalvante

A foliculite decalvante é uma condição inflamatória crônica (a longo prazo) do couro cabeludo. Muito raramente, pode afetar outra pele com pelos, como a barba, axilas, região pubiana e pernas. A inflamação prolongada que geralmente leva a cicatrizes. A foliculite decalvante é a inflamação da raiz do cabelo associada à perda de cabelo.
Predomina em adolescentes e adultos jovens, principalmente em pacientes negros do sexo masculino. Se manifesta como pápulas foliculares avermelhadas que evoluem para pústulas que são como espinhas com pus.A infecção se apresenta no formato de pequenas espinhas, de pontas brancas, em torno de um ou mais folículos pilosos.
A foliculite decalvante não é contagiosa e não é um tipo de câncer de pele.

SINTOMAS
Pode ser superficial ou profunda. No primeiro caso, afeta apenas a parte superior do folículo piloso. Os sintomas são: surgimento de pequenas espinhas vermelhas, com ou sem pus; a pele pode ficar avermelhada e inflamada; coceira e sensibilidade na região. São raros os casos deste tipo de foliculite que causam complicações.
Quando a inflamação atinge áreas mais profundas da pele, pode haver a formação de furúnculos. Os sintomas são: grandes áreas avermelhadas; lesões elevadas com pus amarelado no meio; as partes atingidas ficam muito sensíveis e doloridas; apresentando em alguns casos dor intensa. As chances de cicatrizes são maiores nesses casos, e pode haver destruição do folículo piloso.
Qualquer pessoa desenvolver foliculite. Mas certos fatores tornam a pessoa mais suscetível à condição, incluindo: doenças que diminuem a imunidade (como diabetes), leucemia crônica e AIDS; apresentar acne ou dermatite; usar medicamentos, como cremes de corticoide ou terapia antibiótica em longo prazo e estar acima do peso, entre outros.

TRATAMENTO
O tratamento da foliculite decalvante representa grande desafio, com inúmeras recidivas e manutenção da atividade da doença por longo período. Muitas opções terapêuticas têm sido recomendadas: antibióticos sistêmicos e tópicos, corticosteroides tópicos, sistêmicos e intralesionais, isotretinoína e dapsona.
CAUSAS
As causas mais comuns de dano folicular são: fricção do barbear ou roupas apertadas; calor e suor, como o causado pelo uso de luvas ou botas de borracha; certas condições da pele, como dermatites e acne; lesões na pele por arranhões ou feridas cirúrgicas; curativos de plástico ou fita adesiva em contato com áreas de pelo.
A foliculite decalvante é uma condição inflamatória crônica (a longo prazo) do couro cabeludo. Muito raramente, pode afetar outra pele com pelos, como a barba, axilas, região pubiana e pernas. A inflamação prolongada que geralmente leva a cicatrizes. A foliculite decalvante é a inflamação da raiz do cabelo associada à perda de cabelo.
Predomina em adolescentes e adultos jovens, principalmente em pacientes negros do sexo masculino. Se manifesta como pápulas foliculares avermelhadas que evoluem para pústulas que são como espinhas com pus.A infecção se apresenta no formato de pequenas espinhas, de pontas brancas, em torno de um ou mais folículos pilosos.
A foliculite decalvante não é contagiosa e não é um tipo de câncer de pele.

SINTOMAS
Pode ser superficial ou profunda. No primeiro caso, afeta apenas a parte superior do folículo piloso. Os sintomas são: surgimento de pequenas espinhas vermelhas, com ou sem pus; a pele pode ficar avermelhada e inflamada; coceira e sensibilidade na região. São raros os casos deste tipo de foliculite que causam complicações.
Quando a inflamação atinge áreas mais profundas da pele, pode haver a formação de furúnculos. Os sintomas são: grandes áreas avermelhadas; lesões elevadas com pus amarelado no meio; as partes atingidas ficam muito sensíveis e doloridas; apresentando em alguns casos dor intensa. As chances de cicatrizes são maiores nesses casos, e pode haver destruição do folículo piloso.
Qualquer pessoa desenvolver foliculite. Mas certos fatores tornam a pessoa mais suscetível à condição, incluindo: doenças que diminuem a imunidade (como diabetes), leucemia crônica e AIDS; apresentar acne ou dermatite; usar medicamentos, como cremes de corticoide ou terapia antibiótica em longo prazo e estar acima do peso, entre outros.
CAUSAS
As causas mais comuns de dano folicular são: fricção do barbear ou roupas apertadas; calor e suor, como o causado pelo uso de luvas ou botas de borracha; certas condições da pele, como dermatites e acne; lesões na pele por arranhões ou feridas cirúrgicas; curativos de plástico ou fita adesiva em contato com áreas de pelo.
TRATAMENTO
O tratamento da foliculite decalvante representa grande desafio, com inúmeras recidivas e manutenção da atividade da doença por longo período. Muitas opções terapêuticas têm sido recomendadas: antibióticos sistêmicos e tópicos, corticosteroides tópicos, sistêmicos e intralesionais, isotretinoína e dapsona.

Entre em Contato

Preencha o formulário e agende uma avaliação!

Nome*:

E-mail*:
Telefone*:

Faixa etária:

Melhor horário para retornar a ligação:

Mensagem:

* campos obrigatórios

Onde estamos?

Av. Afonso Pena, 4496, Sala 101
Campo Grande / MS




Conheça nossa clínica

Entre em Contato


Preencha o formulário e agende uma avaliação!

Nome*:

E-mail*:

Telefone*:

Faixa etária:

Melhor horário para retornar a ligação:

Mensagem:

* campos obrigatórios

Onde estamos?

Av. Afonso Pena, 4496, Sala 101
Campo Grande / MS




Conheça nossa clínica